Quinta-feira, 30 de Dezembro de 2010

O Diário de Notícias (DN) andou, durante um mes, a prometer aos seus leitores uma edição especial dedicada a marcar a passagem do 146º aniversário do matutino, que aconteceu ontem. Mas o jornal só chegou às bancas hoje, ao que parece devido a um "problema ténico". Pelo menos na minha área de residência, Oeiras, não foi possivel encontrar o jornal. Por parte do vendedor, as justificações foram esfarrapadas, e eu só tive conhecimento através do DN Online, que hoje estaria à venda nos locais habituais. Eu compreendo a razão deste adiamento, pois a distribuidora VASP inicia a distribuição de jornais e revistas pelo país fora durante as primeiras horas do dia, e não espera por atrasos ou contratempos. É este o procedimento de uma "máquina em movimento, como é a VASP. Quanto ao jornal, para além de ser em formato broadsheet, pouco ou nada trouxe de novo para os seus leitores. Tambem é verdade que, em matéria de aniversários, só é habitual comemorar os 20, 25, 50, 75, 100, 150 ou mais anos. Registar 146 anos de vida de um jornal, não é caso para tanta festança. E aquilo que nos haviam prometido foi um flop, um fiasco, tanto mais que o jornal não apareceu no dia de aniversário, nem foram dadas justificações aos seus leitores... nem ontém nem hoje.

Em resumo: hoje comprei o DN aniversariante, que havia reservado, e fiquei desiludido, enxofrado. De um total de 84 páginas, 27 eram páginas inteiras de publicidade de uma só entidade, com a agravante de serem páginas de "frente", do lado direito, aquelas para as quais se olha quando abrimos o jornal. Isto é enganar os leitores, demonstra falta de ética, apenas serve o mercado publicitário. Além das 27 páginas-propaganda, ainda havia 18 meias páginas de assédio publicitário, mais 2 páginas de 1/4 de página... Quer dizer, de 84 páginas, mais de 36 eram apenas "publicidade de prestígio", Desde a "técnica AUDI" até ao "Santander ideias", tropecei na "Bleu Channel", na "Vodafone negócios", na "natureza do BANIF", nos "saldos Corte Inglês" e nos "saldos TMN". Pelo meio bati na "História de Natal da CGD", nos "RH da Randstad" e nos "saldos Divani&Divani"... Atordoado, topei com o "C4-Citroen", com "está Zon quem é Zon", com a "Sport-TV", reparei na "energia viva da EDP", nos "14 milhões de passageiros da ANA", no "Turismo do Oeste" e caí na "Tricana dos tapetes"... Como leitor, fiquei desiludido, desagradado. Penso que este número "especial" do DN apenas serviu para aumentar a receita da Controlinveste, detentora do DN. Não serviu o interesse dos habituais leitores, que pagam 1,10 euros pelo jornal. Vivemos um tempo sem ética nos negócios...



publicado por Evaristo Ferreira às 14:45 | link do post

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds