Terça-feira, 14 de Dezembro de 2010

Ainda temos grandes comentadores nacionais. O deserto árido da palração caseira, povoado pelos "papagaios" do costume, esteve ontem ausente na discussão do canal 1 da RTP no programa "Prós e Contras". O tema era sobre a crise actual, pelo que assisti com interesse ao programa, do qual há muito deixei de me interessar não só pelo formato, mas tambem pela extensão do mesmo a entrar nas horas do dia seguinte. A discussão acabava sempre na confusão, no desvario da palração, e Fátima Campos Ferreira ajudava à ceifa, cortando a palavra aos oradores por tudo e por nada. Ontem verifiquei que a "moderadora" cumpre o seu papel e já não grita nem tagarela como dantes. Quanto aos convidados da noite eram eles. o Cardeal Patriarca de Lisboa, D. José Policarpo, o decano Professor Adriano Moreira, o sociólogo António Barreto e o académico José Barata Moura. Fiquei impressionado com o pensamento ecuménico, cultural e político de D. Policarpo. Está ao nível, ainda mais assertivo, de Beneditus XVI. Quanto a António Barreto, penso que ele já assimilou o país pós-25 de Abril, mostrou que é conhecedor da realidade actual, e daquilo que era Portugal há pouco mais de 30 anos. Tambem o ex-Reitor da Universidade de Lisboa, José Barata Moura, mostrou que é conhecedor do "sistema" que governa hoje este mundo, não as gentes escolhidas pelos eleitores, mas sim os lóbis, a maçonaria, os grupos que trabalham à margem da ONU. Por fim devo salientar o discurso dum grande senhor, que apesar da idade continua a comentar a política, a diplomacia, a globalização e os "espaços culturais" como um mestre que é ouvido em silêncio pelos seus ouvintes. Conhecimento, objectividade, poder de análise, serenidade no raciocínio, clareza de ideias, estes são pontos salientes do seu discurso. É um prazer ouvir o "senador" Adriano Moreira. E seria bom que os "papagaios" da nossa praça aprendessem com este mestre da palavra. Seria bom que, os "poleiros" da nossa indústria de serviços palrativos estivessem ao serviço de gente que tem competência, tem ideias e as sabe expôr com serenidade, sem atropelar o adversário. Um bom comunicador, alem de uma boa ideia, precisa ter isenção, competência, análise clara e sem sofismas. Infelizmente a maioria dos nossos comentadores de capoeira apenas o são para preencher tempos mortos nos canais de media, onde facturam a recibo verde. Zangam-se uns com os outros mas, no final, acabam todos aos beijinhos, depois de cumprirem o guião de quem lhes pagou a factura.

O Professor Adriano Moreira  é um diplomata da palavra, um mestre na análise política.



publicado por Evaristo Ferreira às 12:39 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds