Segunda-feira, 4 de Março de 2013

Os meios de comunicação social  nacionais estão todos ao serviço do capital.

O Público de ontem relatou com alguma isenção a jornada de protesto, do dia anterior, efectuada em todo o país contra o Governo de Passos Coelho e as receitas da Troika, mas tambem foi vil e mesquinho ao registar, com grande destaque, a disparidade entre o número de manifestantes anunciado pelo movimento "Que se Lixe a Troika" e o cálculo efectuado pelo jornalista JPP. Um trabalho desnecessário, mas que muito deve ter agradado ao Governo e à Troika. O repórter esforçou-se por desvalorizar a mole imensa que foi protestar contra as políticas de Passos Coelho. O repórter JPP, técnico em agrimensuras, rebateu todos os números da organização. Mostrou, por A mais B, que a manif tinha sido um flop. Ele deixou registado que, no Terreiro do Paço, nunca podem reunir-se 180 mil pessoas, ainda que se lhe acrescente o Cais das Colunas. Disse mais. Disse que o Terreiro do Paço só pode receber 88 mil pessoas, quando muito 132 mil, mas se a densidade aumentar, então poderá receber 176 mil. Já na Rua Augusta, com a área de  6.500M2, poderá acolher 20 mil pessoas, desde que a densidade seja igual a 3... A Avenida da Liberdade tem 27.000M2, a Praça dos Restauradores tem 15.000M2, e o Rossio uns 17.000M2. Ora bem, estas tres áreas só podem receber 177.000 pessoas, à densidade 3, conluiu o repórter JPP. Portanto, daqui em diante, a CGT, a UGT, ou o movimento "Que se lixe a Troika", já não precisam de contar a esmo os manifestantes. Basta encher um dos locais agrimensionados por JPP, e tudo fica certificado.

"Não me lixem", como titula hoje o couceirista Vasco Pulido Valente na contra-capa do Público. Mas nada mais que aquele dixote, pois o historiador de Sidónio e Paiva Couceiro, vem descarregar a sua bílis no movimento "Que se Lixe a Troika", por este ter adoptado a canção/senha do 25 de Abril "Grândola, Vila Morena"  como hino da sua organização. O ressabiado VPV (não confundir com Vinho Produzido em Valpaços) está desconfiado, pois aquilo é um movimento sem dirigentes, sem programa, sem estratégia, sem código postal. Isto é uma conspiração urdida por gente esquisita, pensará o historiador de Paiva Couceiro. Há muita gente com os nervos à flor da pele, a dar com a cabeça nas paredes, enquanto outros afirmam que "a sua dor é uma arma". Coisas distintas, que apenas baralham o nosso olhar. Tanto quanto faz o movimento dos "banqueiros reformados indignados" -- com reformas de 70.000 euros -- que pretendem fazer-se houvir, tal como fazem os reformados e pensionistas que ganham 600 euros... Cuidado com a cortina, cuidado com os oportunistas. Eles querem desvalorizar os protestos daqueles a quém o Estado -- pela mão de Passos Coelho -- confiscou parte das magras pensões a que tinham direito. (Que se lixe o JPP ao serviço do Público). Ponto final.

Na manifestação de 2 de Março, os reformados compareceram em grande número,

pela primeira vez. O empobrecimento do povo português é cada vez mais visível...



publicado por Evaristo Ferreira às 14:51 | link do post

De Francisco Clamote a 5 de Março de 2013 às 21:06
Pois que se lixem!


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds