Quinta-feira, 31 de Maio de 2012

Como já se previa, a ida de Passos Coelho ao Parlamento para defender o seu

ministro-adjunto, Miguel Relvas, não convenceu os parlamentares nem penalizou ninguem. Ficou tudo na mesma, cada vez mais confuso. Nesta operação de salvamento, o primeiro-ministro Passos Coelho estendeu-se ao comprido sobre o relvado do seu adjunto, e deixou claro que mantém a confiança no ministro Relvas. "Tudo foi transparente e devidamente esclarecido", terá pensado o primeiro-ministro. Mas não, agora tudo e todos vão continuar a malhar no relvado, até este ficar inutilizado e a carecer de conserto. O conúbio de Relvas com o espião do SIED tem muitos cortornos que precisam ser esclarecidos. A utilização dos serviços do SIED para colher relatórios sobre a vida deste e daquele, é de uma promiscuidade tal que ainda vai dar muita roupa suja para lavar. O primeiro-ministro e o seu Governo saiem muito fragilizados, porque Passos Coelho não soube gerir este processo. Os pedregulhos irão ser atirados para o relvado do ministro Relvas. O director do Expresso, Ricardo Costa, não se vai calar -- até porque isso lhe dá brilho -- enquanto não souber quem, para quê e com que fim o SIED forneceu ficha sobre os seus dados pessoais; Francisco Balsemão (Grupo Impresa) -- que sempre defendeu a transparência, não entende por que razão está "fichado" pela espionagem; António Costa, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, tambem quer saber quem foi que o mandou espiar; e Angelo Correia, padrinho de Passos Coelho, tambem quererá saber quem foi o "malandro" que o andou a espiar... Mais haverá, mas por este rol já se pode ter uma ideia da avalanche de protestos que aí vêm. A comunicação social vai continuar a acompanhar este assunto -- enquanto der para facturar. E a nós, cidadãos anónimos, só nos resta esperar pelo tempo em que se irão cumprir os "sinais" deixados no relvado por Passos Coelho: "Relvas fica, a menos que saia por sua livre e espontânea vontade".  Isto pode acontecer dentro de meio ano.

Efeitos de terramoto que assolou há poucos dias a região de Modena, Itália.



publicado por Evaristo Ferreira às 14:38 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds