Segunda-feira, 7 de Maio de 2012

Ouvir os analistas políticos a dissertar sobre as eleições francesas, causa

sarna e enjôo ao mais desprevenido dos cidadãos. A sapiência nula, a objectividade abstrusa e a minguada cultura cívica, são os arreios com que a maioria dos "analistas" da nossa praça, bota discurso ao vento. O iluminismo desta gente é tão deficiente que os leva a emparelhar-se numa novel e ousada agremiação a que deram o nome de Clube dos Pensadores. Mas que ninguem se iluda, pois o tempo dos grandes pensadores, cimentados na Geração de 70 (1870), já lá vai. Oliveira Martins, Antero de Quental, Ramalho Ortigão, Guerra Junqueiro e Eça de Queiroz (entre outros), esses sim, tinham substância de primeira qualidade. Todavia, passados que foram os anos da viçosa energia, acabaram por sucumbir e acantonar-se em Os Vencidos da Vida. Mas os seus ideais fizeram sementeira, que haveria de levar à queda da monarquia.

Pois bem, nesta década, ali para o norte do país, foi criado o Clube dos Pensadores destinado a ser um alfôbre de "livres e maquiavélicos" obreiros do pensamento. Não conheço os seus estatutos, nem tão pouco sei quais são os seus objectivos. Depois da Maçonaria, da Opus Dei, da Trilateral, do Fórum de Davos, do Grupo de Bildberg, da Loja de Fátima e dos Evangélicos do Sermão, torna-se quase impossivel medrar no mercado da palavra vã e do comentário enviesado. No entanto, pude fazer uma avaliação do referido Clube, através de alguns dos nomes badalados na praça pública, membros efectivos do clube nortenho. Devo esclarecer que não topei com o nome de Boaventura Santos, Manuel Maria Carrilho, Augustina Bessa Luis, Sobrinho Simões, Eduardo Lourenço, Vasco Graça Moura ou António Mega Ferreira. Esta ilustre gente, não precisa de se agremiar para ter notoriedade. No Clube dos Pensadores está a "nata" da vulgaridade nacional, ou seja, encontramos lá o seboso Mário Crespo, o empinocado Ricardo Costa, o rabo-de-saias Pedro Santana Lopes, o azedo e choramingas Luis Filipe Menezes, o soba Alberto João Jardim, o grande educador Garcia Pereira, o merceeiro do Pingo Doce, o cómico-trágico Medina Carreira, etc. Tudo gente de alto gabarito, como se pode ver por esta mão cheia de melros que anda por aí, a fazer pela vida. Faltam lá tres nomes, o do assarapantado António Barreto, do contador de histórias Vasco Pulido Valente, e do Zé Manel Fernandes, especialista em americanices. Por mim, não me importo que eles andem por aí, mas parecia-me mais justo e razoável que eles estivessem a disputar idiotices num campeonato de III Divisão. Não têm susbtância nem arcaboiço para perorar na I Divisão dos analistas/comentadores nacionais.

Grupo de "pensadores" durante o banho em lago da água quente, algures no norte do Japão.



publicado por Evaristo Ferreira às 14:39 | link do post | comentar

1 comentário:
De Anónimo a 8 de Maio de 2012 às 09:49
Só falta realmente você... é uma "pensador" do sul e pensa para caraças.

Falar do que não se conhece e achar que para se pensar tem que se ser um grande erudito.

Enfim!

CdP


Comentar post

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds