Sexta-feira, 13 de Abril de 2012

O ministro do Ensino, Nuno Crato, a quem Santana Castilho apelidou de

«prepotente de falas mansas», decretou a separação entre alunos "maus" e alunos "bons", medida a vigorar no próximo ano escolar. O ministro do Ensino, que militou nos grupelhos adoradores do comunismo albanês, não deu cavaco aos professores nem aos sindicatos. E eu pergunto: que é feito do sindicalista Mário Nogueira e da senhora Avoila? No tempo de Sócrates esmifravam-se em protestos, ao lado da direita, dos indignados e da geração à rasca. Mais tarde, na abertura de aulas, cheguei a ver Mário Nogueira à porta de uma escola nortenha, onde era esperado o primeiro-ministro PPCoelho, e onde se felicitaram e estiveram na cavaqueira durante meia hora, enquanto o conselho directivo e aos alunos estavam à espera de Passos Coelho. Mário Nogueira perdeu credibilidade e Avoila mostra-se desiludida. Quem beneficia com issso, é o ministro do Ensino, Nuno Crato, que reina sem contestação. Ainda agora veio dizer que as turmas passam a ter entre 26 a 30 alunos. Mais uma vez o «prepotente [ministro] de falas mansas», Nuno Crato, não deu cavaco a ninguem. Porque procede assim, o ministro do Ensino? Por ser prepotente. O ministro não foi moldado na cultura humanista, ele é um frio e inflexivel matemático, capaz de entender e resolver os maiores cálculos matemáticos, sejam eles algoritmos de qualquer coisa, ou sejam cálculos sobre a espiral de Fibonacci. O ministro Crato é um craque em números, ele não compreende mais do que isso. Sendo ele o «prepotente de falas mansas» não dá cavaco a ninguem. Porta-se como um iluminado nos tempos de Pombal. De tal forma é casmurro e convencido, que a OCDE e o FMI já lhe vieram lembrar (a propósito das provas de exame), que o ensino é, fundamentalmente, educação, cultura, formação, compreensão das coisas e do mundo, cidadania. Só o «prepotente» ministro do Ensino é que não compreende este desígnio. Mas o ministro Crato, que por vezes se apresenta com um ar um assarapantado, igual ao do professor Girassol e com cara e barba à capitão Haddock, a pouco e pouco, vai conseguindo realizar o seu mais profundo desejo: "implodir o ministério da Educação", sem que o Mário Nogueira e a senhora Avoila lhe perturbem os cálculos algoritmos com que realizará a implosão do ensino público em Portugal.

ADENDA: Às 18,30 da tarde, dou uma mirada pela imprensa online, e vejam aqui o que descobri sobre Nuno Crato, ministro do Ensino, "prepotente de falas mansas", a propósito do Parque Escolar. Reparem nos comentários dos leitores: "Moral abaixo de cão", "Falta de seriedade", "[Crato transformou] os números primos em sobrinhos" -- são alguns dos remoques dirigidos a Crato.

Extenso pomar de macieiras na Coreia do Norte. Imagem colhida durante

a viagem de comboio colocado à disposição da imprensa estrangeira pelas

autoridades de Pyongyang, a fim de assistirem ao lançamento de um novo

míssil que, afinal, se desintegrou poucos segundos após largar para o espaço.

 



publicado por Evaristo Ferreira às 16:15 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds