Sexta-feira, 14 de Janeiro de 2011

A venda da dívida pública na quarta-feita, dia 12, foi considerada um sucesso, com a procura a subir 3,6 vezes o montante pedido e com um juro de 6,716 a dez anos, abaixo do esperado. Isto mostra que o país tem crédito, não precisa do FMI, só nos resta cumprir com os compromissos. Mas os que estão à espera do poder, precisam do FMI, como se este fosse D. Sebastião, o Desejado. A chegada do FIM, para eles, era o tiro de partida para convocarem eleições legislativas. chegarem ao poder, e depois desculparem-se com o FMI, até a crise passar... Isto mostra como o terreno está minado, politicamente. Cá dentro, e lá com ajuda externa.

Um dos "papagaios" externos que ficou furioso com o sucesso da venda dos 1.250 milhões, foi o senhor Paul Krugman, um economista americano, que tem poleiro no New York Times, e foi Nobel do ramo em 2008. Este "papagaio" farta-se de palrar, mas parece que ninguem lhe dá crédito. Lá por que foi crítico de George Bush, mas trabalhou para Ronald Reagan, o Nobel acha-se com poder para palrar sobre a crise que assola a Europa, e que teve origem no seu país, os EUA. O galardoado economista, sobre a venda da nossa dívida, disse o contrário de todos: "Foi uma vitória de Pirrro... com juros a 6,716 não é foi uma vitória, foi uma morte anunciada", disse o "parrot".  Que terá o senhor Krugman para mostrar assim tanto ódio e rancor contra Portugal? Os juros são elevados? Mas a Grécia está a pagar 11,34 e a Irlanda 8,46... apesar do FMI e da UE terem "salvo" estes dois países... Mesmo depois do "resgate" pelo FMI, estes países pagam juros obscenos pela sua dívida. Mas o "parrot" Krugman não se irrita por isso, ele só "vê" Portugal e quer que o FMI venha redimir os nossos pecados. Quem terá encomendado o sermão ao senhor Krugman?  Será que os ex-colegas e amigos de António Borges estão a ser convocados para esta "campanha" a favor do FMI?... É que o senhor Krugman ficou irritadíssimo na quarta-feira, quando foi informado do sucesso da venda, e este sucesso se espalhou a todas as Bolsas europeias e americanas...

Não gosto de "papagaios". Neste caso prefiro o economista Joseph Stiglitz, um Nobel de 2001, crítico dos "fundamentalistas do livre mercado", uma coisa que o senhor Krugman não tem a coragem de criticar, embora seja conhecido como um keynesiano. Resumindo: nunca esperei ter de me "enxofrar" com um "parrot" que tem poleiro num blogue cedido pelo mais influente jornal americano, onde palrou (irritadiço) sobre o meu país.

Os ressabiados dizem cobras e lagartos da China... Vai-nos sair muito cara

a ajuda , traduzida na compra da dívida -- dizem eles. Mas na Europa todos

querem a China. Nos últimos dias Espanha concretizou 16 acordos com a

China no montante de 7,5 mil milhões; a Alemanha concretizou 11 acordos

no valor de 4.810 milhões mais 3.850 milhões com a Volkswagem e Daimler;

Inglaterra somou 15 acordos no montante de 4.000 milhões e ainda ganhou,

por emréstimo, 2 pandas para o Zoo de Londres... Só os ressabiados choram.

 



publicado por Evaristo Ferreira às 18:28 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds