Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2012

Quem nos governa padece por falta de carinho, por excesso de egoismo,

por falta de aplausos. O poder, já o sabemos, por vezes está solitário, não tem quem o apoie na acção governativa. Mas a vida não está fácil, todos estamos a penar. Por isso, ao Governo e ao presidente da República, só lhes resta trabalhar, cumprir o mandato a que se candidataram e para o qual foram eleitos. Por favor, deixem-se de pieguices! Trabalhem, mostrem resultados. O presidente Cavaco, aconselhado (bem ou mal) pelos cortesãos que o rodeiam, mais os «comentadores» do costume, vai agora para o terreno, encontrar-se com jovens empresários, com vista a «rasurar» os acontecimentos de Guimarães e da Escola António Arroio. Fala-se de jovens, mas não de estudantes -- porque estes são mais contestatários. Mas sejamos francos, o novo «roteiro» do PR não leva a lado nenhum, não vai criar emprego nem aumentar as exportações. Serve apenas para maquilhar a figura do PR, para aumentar as despesas em deslocações, com a comitiva, os almoços e a segurança... Dinheiros pagos pelo contribuinte.

Quanto ao Governo, dele exige-se maior empenho nas funções de cada um

dos seus ministros, em especial do ministro da Economia, que não consegue fazer nada para o país arrepiar caminho. O ministro Álvaro [Santos Pereira] cada vez tem menos funções. Ainda agora, ficámos a saber que vem aí um grupo de peritos da U.E. para assessorar à implementação de um programa destinado a criar emprego para jovens... Isto devia ser função do ministro da Economia! A sua inaptidão, levou a que fôsse uma iniciativa de Durão Barroso. Ninguem parece acreditar no ministro Álvaro. Aos outros ministérios, e ao Governo em geral, exige-se que sejam tomadas medidas inovadoras para aliviar o peso do Estado, medidas apontadas no Memorando da Troika, mas que o Governo parece incapaz de tomar, por omissão ou por força dos lóbis autárquicos, partidários, ou «forças de bloqueio» alheias. Para se ajuizar o que não tem sido feito, é preciso conhecer as obrigações assumidas no Memorado da Troika, que pode ser consultado aqui. Por exemplo, falta acabar com as mordomias dos ex-presidentes da República, ou seja, os gabinetes, secretárias, adjuntos, assessores, carros e motoristas a que têm direito. Foi aconselhado a redução do número de deputados da AR, de 230 para 80 mas, até agora, o Governo fez orelhas moucas. Acabar com Institutos e Fundações Públicos, que têm funcionários administrativos em 2º e 3º emprego. Falta pôr fim às reformas de pessoal do Estado e entidades privadas que continuam a trabalhar (por exemplo, o Catroga, que tem reforma de 9.694,75 e vai agora receber da EDP 656.000 euros/ano). Na administração municipal, é preciso acabar com milhares de empresas que não servem para nada, apenas para alguns lordes exercerem funções em part-time, e aumentarem assim o ordenado.

Portanto, o que os portugueses exigem de Passos Coelho, é que cumpra os compromissos assumidos, que faça «reformas estruturais» sim, mas que não seja piegas, que enfrente, com coragem, os lóbis dos interesses partidários. Quanto ao presidente Cavaco, o que se espera dele, é que cumpra com a Constituição, seja políticamente imparcial, e que comungue com os portugueses, jovens e séniores, a gravidade da hora que passa.



publicado por Evaristo Ferreira às 11:51 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds