Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2012

O Governo parece ter ganho algum ânimo nos últimos dias. O dia de ontem

terá sido o de maior euforia. Com a assinatura do acordo conseguido entre os parceiros sociais, toda a equipa ministerial entrou em transe e delírio. O ministro Álvaro, cantou vitória; o ministro Relvas (regressado de Angola) não deixou passar em branco esta onda de entusiasmo que grassa em S. Bento; o ministro do Erário Público, Vitor Gaspar, marcou já o «ponto de viragem do país», ou seja, de não retorno ao passado; a ministra da Lavoura (Assunção Cristas) e o ministro do Foreign Office (Paulo Portas) estão de corpo e alma nesta Coligação de neoliberais e democratas-cristãos; o ministro das Tropas (Aguiar Branco), instalado no Forte de S. Julião da Barra, continua em descanso e a ler a biografia de Gomes Freire de Andrade, que ali foi enforcado a 18 de Outubro de 1817, em frente daquele monumento nacional; o ministro da Solidariedade (Mota Soares), deu um bonus às IPSS, mais uns cêntimos aos pensionistas da «sobrevivência», e lá vai indo num Audi A-7. O único ministro que parece parece não estar a gozar desta «onda de graça», é Miguel Macedo, o ministro das Polícias, que ainda hoje foi ameaçado com uma «sublevação policial» levada a cabo por 162 comissários. De resto, como se viu hoje na Assembleia da República (durante o debate sobre a Reforma do Estado), a Coligação está coesa e determinada, formando um muro à volta de Passos Coelho, a quem prestaram vassalagem e teceram os mais rasgados elogios. O barco da governação segue rumo, para o alto mar... Todavia, os «meteorologistas» prevêem «mudança das condições atmosféricas» a curto prazo, pelo que o timoneiro da embarcação pode ser forçado a alterar a rota, e a refugiar-se num porto de abrigo. 

Bem pregava Frei Tomás: «Faz o que ele diz, não o que ele faz...»

O povo angolano tem consciência de que a corrupção em Angola é uma herança

do país colonizador, mas alguns sectores da sociedade portuguesa não aceitam

como seu o legado deixado pelo colonialismo. Julgam-se «puros» e incorruptíveis.

(Cartoon: Gentileza do Jornal de Angola).

 



publicado por Evaristo Ferreira às 15:42 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds