Terça-feira, 17 de Janeiro de 2012

Já vai longa a conversa sobre a quantidade de boys e girls nomeados pelo

Governo de Passos Coelho para o aparelho de Estado. Mas a conversa vai alongar-se, ainda mais, dado que alguns ministérios e serviços estão em vias de conhecer novo quadro orgânico de funcionamento. É pois natural que a polémica venha a agravar-se. Por mim, já disse o que tinha a dizer. Não me parece condenável que um novo Governo coloque pessoas de confiança política nos orgãos estatais. O que eu condeno, com veemência, é o facto de Passos Coelho não ter cumprido com a palavra dada, antes e durante a campanha eleitoral: «não esperem que, se formos Governo, vamos criar uma agência de emprego para os boys. Não, não faremos isso. Os portugueses podem confiar na «nossa palavra» -- prometeu o actual primeiro-ministro. Chegado ao poder, em seis meses, «arranjou trabalhinho» para todos os amigos e compadres. É isto, esta «mentira colossal» que eu condeno. Passos Coelho fez-se passar por uma pessoa dura e inflexivel, mas depois que chegou ao «pote», tem mostrado que não passa de um primeiro-ministro influenciável, que se deixou enredar pelos boys, e acabou por lhes conceder «tachos e mordomias» à mesa do poder. Passos Coelho não só mente, despudoradamente, como se transformou no «maior empregador» de boys no Estado, em apenas seis meses de Governo. Ponto final. 

 

Passos Coelho, para além de «mentiroso inconsciente», tambem vai entrar

para o livro do Guiness por o seu Governo bater todos os recordes em «trapalhadas». Cometeu uma grande trapalhada com a prometida descida da TSU, que ainda está por resolver; outra grande trapalhada foi o corte de 50% no subsídio de Natal dos funcionários públicos e dos reformados, para ir «alem da Troika», deixando de fora os trabalhadores do sector privado; trapalhada foi a questão das «meias horas de trabalho gratuito», que acabou nas calendas gregas, depois de meses e meses de discussão; outra grande trapalhada foi a descoberta de um «desvio colossal» que acabou por se traduzir num «excedente colossal», no final do ano, no valor de 2 mil milhões de euros; trapalhada foi o Governo contar com os fundos de pensões da banca e ter-se esquecido de incluir no OE2012 o pagamento de pensões aos bancários, no montante de 438 milhões de euros; trapalhadas foram logo cometidas no início, quando Eduardo Catroga, responsável pelo programa do Governo, tirou uma fotografia com o telemóvel, a ele e a Teixeira dos Santos, para mais tarde «cobrar os serviços» a Passos Coelho [que acabou por lhe dar o «tacho» de 638 mil euros na EDP]; trapalhada foi o primeiro-ministro defender em Lisboa a emissão de eurobons e dizer o contrário depois de uma reunião que teve com Angela Merkel em Bruxelas; enorme trapalhada foi a redução do Governo para 10 ministros, que obrigou a criar 35 Secretários [e estes criaram cento e tal juntos e adjuntos, peritos, secretárias e auxiliares], tornando o Governo pesado, amorfo e sem dinanismo, de que é exemplo o «super-ministério» do Álvaro [Economia], idem de Vitor Gaspar [Finanças] e de Assunção Cristas [Agricultura]; trapalhada foi a entrega do Foreign Office a Paulo Portas, que não se sabe por onde anda agora, foge da crise, e nunca mais apareceu de jeans e boné em feiras, nas lotas e nos mercados low-cost, onde havia sempre uma caterva de mulheres desdentadas para beijar o «Paulinho das Feiras». O rol das trapalhadas passistas é tão extenso, que desisto de as continuar a enumerar.



publicado por Evaristo Ferreira às 14:41 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds