Quarta-feira, 28 de Dezembro de 2011

Já lá vão os dias em que Alberto João Jardim (o Soba) passava a vida a acusar

«os comunas do Contenente» de quererem «coarctar» a autonomia da Madeira. «Aqueles senhores do Contenente, que querem reduzir a autonomia da Região [da Madeira], são os culpados pela falta de dinheiro», queixava-se o Soba. «Querem pôr-nos de joelhos, com esta nova Lei das Finanças, mas nós não vamos ceder». A República que pague o custo da insularidade -- arengava Jardim. «Se o PS e os lóbis da maçonaria continuarem a cortar nos dinheiros prá Madeira, nós declaramos a independência!» -- barafustava o Soba, para atiçar o ódio dos madeirenses contra o Governo da República. Agora, acabaram todos os «malabarismos» e «feitiçarias» do Soba. O jardinismo chegou ao fim, e acaba em tragédia. Os madeirenses vão agora pagar caro os desvarios do Soba, que sonhava com os "comunas do Contenente». Jardim não quer largar o «pote», mas a verdade é que ele já não governa a Madeira. Quem governa agora, é a Troika, que desconfia do Soba. Por isso, a supervisão financeira, fica a cargo do ministro das Finanças do Continente. Jardim deixa a Madeira «esburacada», com obras inacabadas, marinas desertas e vias Expresso sem utilidade. Deixa ainda este legado:

 

Uma dívida de 6,300 mil milhões de euros, que representa 123% do PIB (2009),

599% da receita efectiva, e 927% das receitas fiscais da Região Autónoma da Madeira (RAM). Além daquela dívida, «em Junho de 2011, tinha 1,200 mil milhões de euros de responsabilidade indirecta sobre dívida financeira de várias entidades na sua maioria empresas públicas regionais (1,100 mil milhões)». A situação da Madeira é de insolvência, já que, para uma dívida de 6,300 mil milhões, tem apenas uma receita média fiscal de 650 mil euros, e a despesa corrente é de 800 mil euros/ano. Nos próximos 4 anos, as mensalidades de Tesouraria, estão estimadas em 4,300 mil milhões de euros...

Alberto João Jardim, que durante anos «lutou» contra os «comunas do Contenente» acaba os seus dias a estender a mão àqueles de quem desdenhou, com desprezo e falta de tacto político. O Contenente, está agora a governar a Madeira, que está em falência técnica. E os madeirenses vão agora enfrentar o pesadelo da austeridade.

O Soba da Madeira sempre desprezou os seus adversários políticos, e na vida

pública comportou-se como nababo terceiro-mundista. Nas festas de Carnaval

fez papel de «palhaço-rico», pirata caribenho, bailarino de Solidó, pianista de

semi-colcheias, chefe de banda, mestre de cerimónias, e homem do bombo... 



publicado por Evaristo Ferreira às 14:54 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds