Segunda-feira, 26 de Dezembro de 2011

Hoje é um dia diferente. Está tudo «manso», como diria o trotzkista Louçã.

Os supermercados estão quase vazios, não há bichas nas portagens da Brisa, na minha rua há lugares para estacionar o carro, a Marginal Lisboa-Cascais está folgada, and so on. Diferente, está o Passeio Marítimo de S. Julião da Barra (Oeiras) até Paço de Arcos, com praticantes de jogging, corredores de patins em linha, velhos encasacados, jóvens de ténis e tronco ao léu, a correr pausadamente ou ao sprint... E em terra, os combóios da linha de Cascais já correm nos carris, depois de tres dias de «acostagem» devido à greve decretada pelos sindicatos. Quer dizer, tudo parece ignorar a «crise», mas ela está aí, e vai actuar em força, a partir de Janeiro. A que se deve então esta aparente «normalidade», quando o país vive dias de austeridade, e o futuro só promete isso, e em doses maiores?... Ao ler o jornal do Governo, o DN, fiquei a saber o porquê desta calmaria... Por um lado, deve-se ao discurso «macio e analgésico» feito pelo primeiro-ministro, Passos Coelho, na noite de Natal. Pelo que li, Passos Coelho não convidou os portugueses a emigrar, nem sugeriu aos imigrantes residentes, que regressassem aos seus países de origem. Foi um discurso inteligente, apaziguador... Por outro lado, o Cardeal-patriarca, D. Policarpo, tambem falou ao seu «rebanho», dizendo que «os momentos díficeis [que vivemos] servem para uma purificação da sociedade». Ora aqui está, a utilidade de uma crise, serve para redimir os nossos pecados. Para ajudar, o jornal deste Governo -- o DN -- remata o seu editorial com estas palavras: «Neste Natal temos razões para olhar de frente o futuro com esperança». Está composto o ramalhete (e o incenso) que contribui para a aparente «mansidão» que reina por estas bandas de Portugal... Como estive sem «informação» audio, televisiva, jornalística, e desligado da Internet, nos dias da Consoada e do Natal, só hoje pude entrar em «contacto» com o que aconteceu, durante estes dois dias. O facto mais estranho, para mim, foi o artigo de «opinião» do «arcebispo-economista» João César das Neves, publicado no sítio do costume que o DN lhe reserva. O «economista» que mais fala de doutrina cristã, é o «arcebispo» César das Neves. Desta vez, e em face do relato que acima deixo para a posteridade, o «tresloucado» economista cometeu blasfémia grosseira, e borrou toda a pintura. Ao ler a descrição do «clima de paz e concórdia» acima relatada por mim, qualquer «santo» ficaria indignado com a «loucura» latente no cérebro do «arcebispo» César das Neves. Ele vem dizer que «no Céu tambem há cavalariças», e que o burro do Presépio, disse «que algumas delas têm estrebaria». Isto é uma insanidade, é uma ideia diabólica do «arcebispo-economista» César das Neves... Haver estrebarias no Céu?!... Cavalariças imundas, a cheirar a bosta de vaca e de cavalos! O «abominável César das Neves» enlouqueceu!... Não haverá por aí alguem que o leve à consulta de psiquiatria?

A Mãe Natureza tambem é solidária... No Zoológico de Conburi, província da

Tailãndia, uma porca alimenta as crias de tigre, cuja mãe poderia ser a assassina

desta «ama» tão generosa e sem preconceitos raciais... Os felinos, são inofensivos

e mansos, como todos os seres vivos, enquanto são crias frágeis e inocentes. Um

qualquer «Cesar das Neves» travestiu os inocentes em Pai Natal. Mais um louco...



publicado por Evaristo Ferreira às 15:02 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds