Quarta-feira, 19 de Outubro de 2011

O Jornal de Negócios de hoje é dedicado apenas ao OE de 2012.

Quem tenha lido esta edição terá ficado desnorteado, atordoado, tétrico, com tudo o que leu. Trata-se de uma leitura desaconselhável a quem sofra de problemas cardíacos. Além disso, pode ficar com distúrbios estomacais, dada a acidez das atrocidades cometidas pelo OE para 2012. A mim, até o facto de poder ler a edição em papel do Jornal de Negócios à borla -- que recebi com simpatia -- acabou por me estragar o dia, dado que, após breve leitura dos títulos, fiquei indignado (mais uma vez), com as "machadadas" que o Governo promete dar-nos no próximo ano.

 

Quero esquecer, por agora, todas as barbaridades que Passos

Coelho nos vai fazer em 2012. Sem nos poupar no presente, e nos ameçar ainda mais para o futuro. Prefiro agora olhar para Bruxelas, o único sítio donde pode vir esperança, moderação na cura, e a ajuda para ultrapassarmos este sofrimento. O problema dos "défices e das dívidas públicas" tem origem nos tratados inadequados da UE que levaram à criação do Euro. Neste momento a Itália e Espanha estão em perigo... E a Alemanha caminha para a recessão -- caso não resolva o impasse na Zona Euro. A França tambem está a caminhar para o inferno -- com a banca a ser atacada pelas agências de rating, e a economia a dar sinais de debilidade. O "eixo Paris-Berlim" perde força, enquanto o Parlamento Europeu e a Comissão Europeia continuam a reganhar credibilidade, por serem organismos institucionais da EU. Acredito que, a partir de segunda-feira, dia 24, o pesadelo (a "peste" que se abateu sobre a UE) vai entrar em quarentena, e uma nova dinamica política, económica e financeira vai ressurgir no espaço da Zona Euro.

Hoje fiquei a saber que o furto no retalho (hipermercados), subiu

7,3% este ano. Nesta altura, Belmiro de Azevedo já deve estar arrependido do que disse no início do ano, numa conferência de imprensa... Após o Governo de José Sócrates ter apresentado o PEC-2, com medidas restritivas, Belmiro de Azevedo disse que, com tais medidas, os portugueses iam sofrer muito, e só lhes restava um caminho: começarem a roubar nos supermercados. Aliás, Belmiro de Azevedo já deve estar arrependido de ter ido ao comício do PSD, realizado na Avenida dos Aliados, no Porto, onde apareceu ao lado de Passos Coelho. Nunca Belmiro de Azevedo tinha aparecido em comícios de campanha política. Fê-lo para mostrar (penso eu) o seu azedume por Sócrates não lhe ter permitido a operação pública de aquisição (OPA) sobre a Portugal Telecom... Em política e em negócios não se deve guardar azedumes, porque as "jogadas" do presente podem ser corrigidas no futuro.

Lago Valday, entre Moscovo e S. Petersburgo, neste Outono de 2011...



publicado por Evaristo Ferreira às 15:14 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds