Sexta-feira, 23 de Setembro de 2011

Passados tres meses, este Governo neoliberal nada fez pela nossa

economia. Apenas subiu impostos e aumentou os serviços. Do super-ministro Álvaro [Santos Pereira], titular da Economia, pouco se sabe. Neste momento, todos aqueles que se aliaram à direita para derrubar o Governo de José Sócrates, rejeitando o PEC-4, estão agora numa grande depressão, desiludidos com este Governo. Eles são os professores, os funcionários públicos, os polícias, os militares, os utentes do SNS, os pais com filhos em idade escolar, os reformados... Todos esperavam melhoria nas suas cndições de vida, mas este Governo agravou brutalmente o nível de vida de cada um. É tempo de desilusão, de infelicidade, de desânimo. Que sinal de esperança e de justificação para esta crise, têm agora o BE e o PCP pelo papel que tiveram na queda do anterior Governo, quando se aliaram à direita para derrubar Sócrates? É dificil compreender os políticos e as suas jogadas políticas, quando estes se aliam, formando uma coligação de interesses antagónicos. Servem os seus interesses, esquecendo os interesses do país. A presente situação é disso um exemplo.

 

A aliança política entre partidos de direita e de extrema esquerda

tem efeitos nefastos. Veja-se o que aconteceu com a Madeira de Alberto João. Para assegurar o príncipio da estabilidade orçamental, o Governo de maioria PS aprovou, em Novembro de 2006, uma nova Lei de Finanças Regionais. A Lei passou na AR com os votos contra de toda a Oposição, excepto o CDS, que se absteve. Mais tarde, em Fevereiro de 2010, durante o Governo minoritário de José Sócrates, a oposição aprovou, com os votos do PSD, CDS, BE e PCP, uma alteração à referida Lei, no sentido de retirar ao Governo Central o poder de fixar o limite de endividamento, levando a que, as verbas retidas pelo Estado fossem afectas à amortização da dívida da Região da Madeira, onde o desregramento era moeda corrente. E, com esta nova Lei, aprovada pela "Santa Aliança" em maioria na AR, o soba da Madeira pode continuar a gastar à tripa fôrra, em obras de fachada, que hoje se encontram encerradas, por inutilidade ou por falência devido a gestão danosa. E assim chegámos ao descalabro das contas da Madeira, cuja dívida deve ser superior a 6.000 milhões de euros... Tudo isto com o beneplácito da "Santa Aliança".



publicado por Evaristo Ferreira às 12:13 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds