Terça-feira, 5 de Julho de 2011

É enternecedor verificar como a "secção laranja" do DN cuida dos

passos dados pelo Governo de Passos Coelho. "Sem tempo para aquecer", titula o matutino. "O Governo só entrou em funções na sexta-feira, mas há duas semanas que já anuncia medidas e estuda dossiês", introduz o DN, carinhosamente. Mais diz o DN: "O que falta decidir: (i) baixar taxa social; (ii) empresas de transportes; (iii) enriquecimento ilícito; (iv) acção (mais) executiva; (v) professores (re)avaliados; (vi) extinção de freguesias" -- lê-se no DN, tal como se lê numa receita médica para o bebé. Passos Coelho e os super-ministros não dormem, são workaolics, e a "secção laranja" do DN prossegue na enumeração de tarefas: "Cargos extintos", "Emagrecer o Estado", "Mais impostos", "Escolas e estaleiros", "Fundo de emergência" , "Mais regulação", "Privatizações rápidas". E sobre o subsídio de Natal, que diz o DN laranja? Vejamos: "Que é a contribuição especial?", "Sobre que rendimentos incide?", "Quem vai pagar este imposto?", "Quando vai ser pago?".  And so on, por aí fora, até chegar a mulher da fava rica. É só desvelo, mimos e carinho pelo Governo de Passos Coelho.

 

Um dos grandes figurões deste Governo, é Moedas, Carlos Moedas

o homem que zela pelo Programa da Troika. Este Secretário tem o poder de um ministro. Foi incumbido de desempenhar um "special assigment" na área das finanças. Dado que foi instruido pelo pentelheiro Catroga, que fez dele seu ajudante-de-campo durante a batalha com a Troika, é natural que este figurão, originário da Pax Julia, esteja ungido de poder e disposto a denunciar todas as falhas cometidas pelo Governo durante a execução do programa da Troika. Na verdade, Passos Coelho até parece ter medo do figurão, ao dizer que o seu Governo "quer ir mais além da troika", não deixando escapar nada para que o Moedas não diga depois à Troika que o Governo falhou, aqui ou ali. A ser assim, o Secretário Moedas é capaz de trair os amigos, só para agradar à Troika e constar dos ficheiros do FMI, onde pode contar com o seu camarada António Borges. Hoje em dia, ninguem dá "ponto sem nó", em particular nos meandros da alta finança e do neoliberalismo selvagem.

 

Agora vou mudar de tom. Vou falar grave, de coisas sérias e tristes.

Que é que fez o Governo, até agora? Ainda não vi nada. Hoje sei que o Governo esteve reunido, desde as 08,30 horas, e que, depois do pequeno almoço, aprovaram o fim das golden shares na PT, EDP e GALP Energia. Por mais douradas que sejam estas decisões, que já haviam sido estudadas pelo Governo de Sócrates, não me parece que daí possa vir a solução para os problemas do país. O que eu gostava de ouvir, da parte do Governo, era quais foram as medidas tomadas para aumentar as exportações, melhorar o défice da balança comercial, estancar o desemprego e sair da recessão em que o país mergulhou. Estas, são as minhas grandes preocupações, e, como cidadão, devo exigir ao Governo para que tome medidas no sentido de as resolver.



publicado por Evaristo Ferreira às 14:46 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds