Segunda-feira, 20 de Junho de 2011

Eu sei que tudo já foi dito e redito sobre o Governo da coligação

PSD/CDS-PP, liderado por Passos Coelho. No entanto, eu ainda não tive ocasião para expressar a minha opinião, pelo que -- penso eu -- ainda venho muito a tempo de o fazer, dado que o "Governo de segunda linha" ainda não foi empossado, ou seja, ainda falta conhecer o nome dos 45 Secretários de Estado, que vão servir de" trincheira" aos ministros do PSD (4), do CDS-PP (3) e aos "Independentes" (4). Temos 11 ministros, dos quais 5 não têm experiência parlamentar; estes são considerados "técnicos", são a turma que está ligada aos Chicago Boys, do ultra-liberal Milton Friedman, aquele que advogava a liberalização dos mercados, a redução do Estado, a promoção da liberdade individual, e a aceitação do suicidio por parte daqueles que quizessem acabar com a sua vida -- uma espécie de suicidio praticado hoje pelos "mártires" do Islão.

 

Não sou formado em futebol, mas sei que a táctica 4-3-4 é usada

por treinadores como o Mourinho, Vilas-Boas ou Jesus. Portanto, ainda bem que Passos Coelho escolheu esta estratégia para governar este país, tão carecido de vitórias. A equipa de Passos Coelho tem tres bons jogadores, dos "melhores de todos nós" -- dizem eles. São o Ministro das Finanças, Carlos Gaspar, o Ministro da Saúde, Paulo Macedo, e o Ministro da Educação, Nuno Crato. O primeiro e o segundo vão superar as expectativas. Já o segundo, "matemático de nomeada", tem que provar se é capaz de enfrentar o Nogueira da Fenprof e não ceder aos professores. O Ministério da Economia foi entregue ao "teórico e sebenteiro" Álvaro Santos Pereira, que escreve nos jornais e na blogosfera, mas tem um pé em Vancouver (Canadá) e outro neste rectangulo da Europa. Todas as suas teorias podem cair por terra, mas, sinceramente, eu espero que isso não venha a acontecer. Porque isso seria castastrófico para o Governo, para o país, e para mim. (Ta renego Belzebu!) Quanto ao resto da equipa, estamos conversados. Paula Teixeira da Cruz (a durona) e Assunção Cristas (a sabichona), vão depender muito dos seus Secretários de Estado.

 

NOTA FINAL: As coisas parece que até estão a correr muito bem

ao país e a este Governo. A "Geração à Rasca" está queda e muda; os sindicatos da CGTP estão de quarentena; terminaram as greves na CP, Carris, Metro e REFER, e na TAP os trabalhadores de bordo desistiram de decretar a falência da empresa. Ainda bem. Por outro lado, ainda há cerca de um mês, este país vivia um clima de "fome generalizada", de gente com "fome envergonhada", com escolas abertas ao fim-de-semana para darem de comer aos alunos cujos pais passavam fome, e com apelos ao óbulo dos cidadãos para acudir às familias e IPSS sem vintém... Felizmente, com a saída de Sócrates, tudo isto desapareceu, como por milagre. Agora tudo está de barriga cheia, toda a gente está feliz... Até a "equipa dos melhores de todos nós", entrar em campo e começar a jogar.



publicado por Evaristo Ferreira às 14:39 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds