Terça-feira, 7 de Junho de 2011

Ainda o futuro Governo do país não foi constituido nem empossado,

mas já toda a gente fez avaliações, ditou análises, prognosticou resultados. Os "comentadores" profissionais, debitam ideias soltas a toda a hora, seja nos jornais, nas tevês ou nas estações de rádio. É uma classe de videirinhos, ao serviço de quem os contrata, muito activa e chilreante, rica em palavreado bacôco e excessiva em erros de advinhação. Vemos, ouvimos e lemos estes "papagaios" palradores, e ficamos atordoados. Alguns deles matraqueiam uns bitaites reles, dificeis de entender. É preciso muita pachôrra para aturar estes "papagaios". Para evitar uma possivel contaminação ou doença contagiosa, cada um de nós deve andar precavido com vacina adequada, pois o ruído da palração, aliado à queda da penugem e à poeira, provocadas pelo despique entre os "palradores", são altamente perniciosas. Assistir a uma luta entre "papagaios", arraçados de galo-da-india, tambem pode trazer outros inconvenientes, como seja, ser-se atingido por um esguicho de cagadela, provocado pelo calor da discussão entre os "papagaios" contendores. Enfim. De um grupo de" papagaios" palradores outra coisa não podemos esperar que não seja o piu-piu, o matraquear, a palração gratuita, a vacuidade infinita ou uma saraivada de gafanhotos explidos pela abertura bocal do psitáceo.

 

Pondo de parte a chilreada dos psitáceos, ficamos com a opinião

dos homens. E são muitos aqueles que têm feito uma análise lúcida sobre a situação política que estamos a viver. Tambem vemos que alguns estão ávidos de vindicta, que outros se mostram cépticos, que alguns temem pelo futuro, e que outros aguardam, serenamente, pela entrada em funções do futuro Governo. É bom não perdermos o norte, para estabelecer coordenadas, e podermos orientar-nos. Deixemos a "criança" nascer de parto natural, saudável e vigorosa. O governo em gestação, precisa ser saudável, forte, apto a enfrentar trabalhos árduos e a conceber projectos de díficil concepção. Nesta emergência nacional, o "parto" do novo Governo vai ser antecipado, sem que isso prejudique o naciturno, pois as novas tecnologias e a engenharia biológica assim o permite. Não queiramos entrar já em "guerra" contra aquilo que ainda nem sequer tem forma. Não queiramos fazer como a Ana Gomes, que já está a minar o terreno (pelo menos a Paulo Portas). É certo que a Ana Gomes tem um código genético muito especial: ela foi militante do MRPP, nos tempos da brasa. Ana Gomes continua a ser tal e qual, como sempre a conhecemos: na barricada, e a perguntar pelas armas. Os maoistas sempre acharam que o poder estava na ponta de uma espingarda... Tenhamos calma. Vêm aí dias de cólera. Haverá muitas e grandes "batalhas"a travar. Contra o neoliberalismo, e o capitalismo selvagem.



publicado por Evaristo Ferreira às 14:58 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds