Quarta-feira, 11 de Maio de 2011

O irrequieto guru do PSD, Eduardo Catroga continua a gerar fricções

e mal-estar entre o PS e Passos Coelho. Não há meio de o PSD encarreirar, falar a uma só voz, defender as suas ideias programáticas, plasmadas no seu Programa de Governo, e em conformidade com o acordo firmado com a troika EU BCE FMI. Todos os dias assistimos a desmentidos, rectificações e esclarecimentos sobre aquilo que diz Eduardo Catroga e aquilo que Passos Coelho tem na sua cabeça, ou no seu Programa de Governo. Hoje tivemos mais uma série de trapalhadas, por causa do "avôzinho" Catroga que, em declarações ao jornal Público, continua a defender a baixa da TSU e a subida do IVA. Ainda ontem Passos Coelho disse que "é absolutamente falso querer acabar com a taxa intermédia do IVA". Contudo, para confundir ainda mais, hoje vem o deputado Frasquilho lembrar que "a troika deixou espaço para descer a TSU, sem necessidade de subir o IVA". Isto mostra as fragilidades do PSD, onde toda a gente fala a pataco, esquece a liderança de Passos Coelho e confunde o eleitorado social-democrata.

 

Considero que Eduardo Catroga é lunático, inconstante, intolerante.

O "avôzinho" Catroga, do alto da sua tecnicidade, sente-se "o maior", entrou numa paranóia esquizofrénica, demencial. Hoje vem dizer, no Público, que "o PS quer ver-se livre de Sócrates mas precisa de perder as eleições [para conseguir isse desejo]". Já tudo foi dito e redito sobre a privatização da CGD, mas o "avôzinho" Catroga insiste no asssunto, dizendo que a CGD "é um problema nacional; não é transparente e não sabe fazer internacionalização"...  A par destas trapalhadas, o "avôzinho" Catroga, em entrevista ao Público, de hoje, afirma que José Sócrates é igual a Adolfo Hitler... Com gente tresloucada asssim, como pode Passos Coelho assentar ideias, ter um dia de sossego, e preparar-se para levar o PSD a vencer as eleições? Passos Coelho está rodeado de gente sem carácter, sem sentido de Estado, incapaz de compreender o momento que passa, e de ajudar a resolver a crise financeira e económica que assolou o país.

 

Sobre o debate entre "Passos Coelho-Jerónimo de Sousa", de ontém,

na TVI, pouco tenho para dizer. Impressionou-me os "salamaleques" entre um e outro; lembrei-me do "Comprimisso Histórico" entre Berlinguer e a Democracia Cristã; veio-me à memória a "Santa Aliança" que funcionou nesta legislatura, contra o PS, desde 27 de Setembro de 2009 até ao chumbo do PEC4. Com as afinidades existentes entre PCP e PSD, não me admira que Jerónimo de Sousa possa vir ocupar o ministério da lavoura, caso o PSD ganhe as eleições e Paulo Portas não se queira aliar a Passos Coelho. Em política, já vi coisas mais obscenas,

 

 



publicado por Evaristo Ferreira às 15:07 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds