Quinta-feira, 5 de Maio de 2011

Vimos hoje, finalmente, o ministro das Finanças, Teixeira dos

Santos, numa conferência de imprensa, a explicar o acordo de resgate negociado com a troika FMI/BCE/UE. Finalmente vimos o ministro de Estado e das Finanças -- qual Fénix renascida -- explicar, tim-tim pot tim-tim, todos os pormenores do acordo negociado com a troika. E como ele é bem diferente do anunciado, em manchetes de jornais, ao longo das últimas semanas! O montante do empréstimo é de 78 mil milhões de euros, a uma taxa de 3,25 por cento nos primeiros tres anos (taxa que poderá sofrer ligeiras alterações na reunião do Eurogrupo, dia 16 de Maio) e de 4,25 por cento no quarto ano. A troika evitou os erros cometidos no caso da Grécia e da Irlanda, que "abafaram" o crescimento interno daquelas economias, causando alarme nos "mercados" da dívida soberana, e elevando os juros no mercado secundário para níveis inaceitáveis.

 

Já sabiamos que o Capitão América -- o avôzinho Eduardo Catroga -- tinha chamado a si a vitória deste acordo. Hoje ficámos a saber que José Sócrates foi considerado pela troika "um osso muito duro de roer" pois, durante a negociação do acordo, o actual primeiro-ministro mostrou-se intransigente na defesa do país e dos constribuintes portugueses. Tambem foi mencionado e referido por diversos elementos da troika, que o acordo foi baseado nas propostas do PEC4, medidas essas que o Governo já tinha em execução, de grande parte daquele pacote.

 

Depois da apresentação do programa negociado com a troika -- já aprovado pelo PSD e CDS -- espera-se agora que Passos Coelho apresente ao país o seu Programa de Governo. Até agora desculpava-se por não saber qual seria a "receita" do FMI, mas agora já conhece todos os pormenores, e, portanto, já é tempo de Passos Coelho dizer quais são as suas ideias para governar o país. O PS já apresentou o seu Programa de Governo, baseado no PEC4, não teve que esperar pelo programa da troika. nem dos grupos de pressão como o Compromisso Portugal/Mais Sociedade, que faz lóbi junto do PSD.

 

Palração avulsa: - Fernando Ulrich, presidente do BPI, agradeceu a todos aqueles que ajudaram a derrubar o Governo (BE e PCP incluidos, e que sempre disseram estar contra os banqueiros e o grande capital...)

 

 



publicado por Evaristo Ferreira às 12:37 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds