Quinta-feira, 24 de Março de 2011

Pedro Passos Coelho (PC) deu hoje os primeiros passos como futuro PM de Portugal. Passeou-se lá por Bruxelas, onde se decide a política europeia. No mesmo dia em que o PM ainda em exercício, José Sócrates, se apresentou na reunião do Conselho da Europa "para defender Portugal". Tanto em Bruxelas como em Lisboa, já se ouviram diversas opiniões vindas do lado do PSD. Passos Coelho disse que "era preciso pôr fim ao clima irrespirável"; a Velha Senhora (MFL), sempre disse que este "país vivia asfixiado"; Fernando Ruas, chefe da ANMP, disse que "a saída de Sócrates pode não ser má para as autarquias" (outro tanto dirá o soba da Madeira, à espera de um milagre do Senhor dos Passos)... Quanto à saída desta crise, ainda não foram apresentadas ideias, apenas Passos Coelho adiantou com "mais do mesmo", ou seja, mais um aumento do IVA... E logo ele que sempre se mostrou arrepiado com o aumento de impostos. Passos Coelho sempre defendeu uma solução para a crise por via do corte na despesa do Estado... É asssim, milagres são impossiveis, e à palavra dada, sempre há quem não a respeite, mas acuse os outros de serem mentirosos...

E LÁ POR FORA, O QUE DIZEM DE NÓS? - Angel Gurria, secretário-geral da OCDE disse em Washington que "é uma tragédia que isto tenha acontecido [a demissão de Sócrates], porque, o que o Governo estava a fazer, é o que tinha que ser feito"; o germânico Commerzbank, disse que [a queda do Governo] "é mais uma pedra no caixão em termos de adesão a um pedido de resgate"; Mark Rutte, PM da Holanda, disse que "Portugal deve estar preparado para aceitar um plano de austeridade"; a agência de rating Fitch cortou a dívida portuguesa em dois pontos; e Pedro Guerreiro, do Jornal de Negócios, abriu o seu editorial nestes termos: "Bom dia Portugal: és pedinte"... Jean Claude-Juncker, presidente do Eurogrupo, fechou o pano, dizendo: "Portugal pode precisar de 75 mil milhões de euros"... Apesar de tudo isto, os "mercados" continuam activos: a dívida portugesa a 5 anos, atingiu hoje os 8,378 por cento... Apesar de Cavaco Silva, em Janeiro, apelar ao voto na sua candidatura, para que, saindo ele vencedor -- como foi -- os juros da dívida não aumentassem... Cavaco exigia falar "verdade", mas isto tornou-se numa mentira grosseira. Pelo que fica dito, Portugal vai ser castigado. Não havia necessidade de fazer cair o Governo, numa altura destas, mas os boys de Passos Coelho forçaram este a provocar esta crise política, que irá mergulhar o país numa crise social terrível e numa recessão económica acentuada. Tudo porque os boys do PSD estavam com falta de ar, viviam "asfixiados". Agora estão à solta, irrequietos. Marotos!...



publicado por Evaristo Ferreira às 16:54 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds