Quarta-feira, 9 de Março de 2011

Vasco Graça Moura (VGM), escritor, tradutor, palrador, linguísta, ex-deputado europeu, ex-poeta mediano, vem hoje falar sobre o Messias que está prestes a chegar a Belém. VGM é, acima de tudo, um comentador político, escatológico quanto basta, ou seja, é um produtor de escrementos. VGM já não faz poesia, agora, dedica-se ao messianismo e à escatologia política em particular. Repare-se na sua verve: "Portugal apodrece"; "Vassourada, precisa-se" o primeiro-ministro apresentou-se em Berlim, "em cuecas a ofender o pudor da respeitável matrona [Merkel]"; "o homem [foi] a Berlim com as calças na mão"; arremessou oito séculos de história, "em bicos de pés às ventas resfolegantes dos Teutões"; "É preciso defenestrar Sócrates", and so on. VGM padece, sofre como um grogue, rói as unhas por desespero. Mas não desanima, pois "o Presidente [Cavaco Silva] vai falar sem rodeios" na hora de tomar posse. O escritor-tradutor VGM, está certo de que esta, é a hora messiânica, o fim do socratismo, a salvação da Pátria, e o "Messias", para VGM, é o Presidente Cavaco Silva. Ele vai falar, "referir-se aos falhanços sucessivos e catastróficos de uma governação aldrabona". "O ideal seria mesmo que anunciasse a sua intenção de os pôr na rua (aos socialistas)". Além disso, "a esquerda é useira e vezeira em trejeitos hipócritas de circunstância: entra em transe patrioteiro, põe os olhos em alvo e dão-lhe uns tremeliques de excitação urinária". E o escritor-tradutor VGM dita: "Não é de concórdia que Portugal precisa: é de uma boa vassourada". "O Presidente tem de ajustar contas com um governo que nos desgraçou", desabafa o escatológico ex-poeta, tradutor de Dante, Petraca e Goethe. Ele acha que Portugal vai sair da crise, com discursos destes, com cheiro a excrementos...

 

GERAÇÃO À RASCA: A RTP, paga por todos nós, tem dirigentes do calibre de Vasco G Moura. Desistiu de zelar pelas artes e pela estética em geral, preferindo a propaganda do Gel e do Galâncio, dois oportunistas àvidos de fama e proveito.. "Gostamos que nos amem ou nos odeiem. O pior que pode haver para um artista é passar despercebido", diz o Gel em entrevista ao DN. Ora nem mais, venha a fama, a qualquer preço, e que se lixe a boa música e o belo canto... Vergonhoso é a RTP ter aceite a proposta do Gel e do Galâncio. Estes estão em sintonia com o VGM, ou VGM está conforme aos "Rapazes da Luta". Todos eles cheiram a excrementos.



publicado por Evaristo Ferreira às 14:51 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds