Segunda-feira, 7 de Março de 2011

São tantos os "papagaios" palradores da nossa praça que tenho dificuldade em os inumerar. Hoje vou citar dois deles que, aliás, já foram aqui anotados. Refiro-me ao evangelista-economista João César das Neves, por padecer do "síndroma do dentista". É verdade, este economista pantomineiro (de pantomima), na sua página semanal do DN, proclamou hoje o seguinte: "As finanças são explosivas, como a nitroglicerina".  Isto para falar dos "agentes financeiros tolos" que fizeram "operações mirabolantes" e "criaram [com isso] a brutal crise mundial". O evangelista César das Neves, ocupante da cátedra na Católica, enredou-se em histórias mirabolantes para poder provar a sua tese. Cita Alfred Nobel (pólvora), os irmãos Wright (pioneiros da aviaçao) e Scholes e Merton (Nobeis da Economia), e, em face deste Triangulo das Bermudas, chegou à conclusão de que "As finanças são explosivas, como a nitroglicerina". Parece uma verdade de La Palisse, uma invenção do professor Girassol (amigo do Tin-Tin), mas não passa de uma pantominice de um pantomineiro. César das Neves gosta de brincar com tudo, a feijões, por isso devemos ter presente que ele é inimputável. Mas ele lá continua, a dar lições de economia...

Outro "papagaio", o mais célebre de todos, o deão da capoeira, é o Professor Marcelo. Na missa dominical, celebrada ontem na TVI, Marcelo deixou conselhos a Cavaco, deu os parabéns ao "camarada Jerónimo" pelos 90 anos do PCP, teceu lôas a Marques Mendes, anotou que o PSD "anda às turras", desvalorizou Sócrates, aplaudiu a manif da "Geração à Rasca", por aí fora... Marcelo perde-se, quando toma a palavra. Ainda acabou por dizer que "acertou", nas previsões feitas na missa anterior. Marcelo zurziu em Rui Rio e Santana Lopes, tal como faria um bom "domador" de circo, de chicote na mão e cartola na cabeça. Marcelo é mais intuitivo, ainda mais certeiro do que o Professor Karamba...

 

ESTA É A SEMANA de todos os desafios para José Sócrates.

Dia 9 toma posse Cavaco Silva, e este certamente vai deixar ameaças; no dia seguinte, o BE de Louçã, apresenta a sua moção de censura ao Governo, desestabilizando ainda mais o país; a seguir, dia 11 de Março, Sócrates vai enfrentar o conselho de ministros do Euro Grupo. É uma semana desgastante para o primeiro-ministro, que ainda tem de ouvir falar da manif da "Geração à Rasca" que, de "espontânea" e independente , deixou de o ser, com a colagem do BE e do PCP. Não é fácil ser primeiro-ministro deste país, sobretudo em tempo de crise financeira, económica e social.



publicado por Evaristo Ferreira às 15:07 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds