Segunda-feira, 28 de Janeiro de 2013

O que se passou no PSD no passado recente, está a acontecer agora no PS.

O PSD, após 7 anos de oposição, chegou ao poder em 2003 com Durão Barroso. Com a fuga deste para Bruxelas, e sabendo que deixava o "país de tanga", o PSD entronizou Santana Lopes como primeiro-ministro. Mas Santana naufragou ao deixar-se envolver numa série interminável de "trapalhadas", entre elas a cena de "bofetadas que os irmãos mais velhos" lhe deram enquanto ele "ainda estava na incubadora". Depois veio Marques Mendes, que nada conseguiu fazer. Em 2007 foi eleito Luis Filipe Menezes, que acabou por se retirar num pranto de lágrimas ao fim de seis meses. Logo foi a vez de Manuela Ferreira Leite, que pretendia ganhar as eleições através da campanha da "asfixia democrática" e das "escutas a Belém". Perdidas as eleições legislativas de 2009, chegou a vez do neoliberal Pedro Passos Coelho vencer no PSD e preparar-se para chegar ao "pote". Prometeu "cortar nas gorduras do Estado" e nos "custos intermédios", e foi o suficiente para chegar a primeiro-ministro, mentindo a toda a gente.

Agora, temos o PS na oposição, chefiado por António José Seguro, que está

a ser contestado no partido, mas ele continua a dizer que "está seguro em todo o lado". E é triste assistir a cenas destas. Mas em democracia acontecem incoerências, soluções de ocasião, casos mal arrumados, que mais tarde impedem a luta política pelo poder do partido que se posicione para ganhar eleições. Neste momento o PS é dirigido por Tozé Seguro, um bom funcionário de secretaria, mas um mau general para ganhar uma batalha -- a menos que o poder lhe caia no colo. Seguro dirige o PS à quase dois anos. Ora, em face da política de austeridade, que arruinou a nossa economia e a das familias portuguesas, e apesar do diktat passista "ir além da Troika" e do "custe o que custar", esperava-se que o PS subisse nas sondagens e nas intenções de voto, até à maioria absoluta. Mas não, o PS não arranca, não sobe para além dos 34/36%... E porquê? Porque Seguro não soube unificar o partido, não conseguiu ter um projecto para o país, nunca defendeu o governo anterior do PS, não é capaz de convencer o eleitorado, e a ala socrática do PS tambem não vê como poderá Seguro ganhar o poder a Passos Coelho. E assim vai a política neste país, aos solavancos, aos zig-zagues, sem alternativa a Passos Coelho. "Aquilo que eu sinto é uma enorme alegria no interior do PS, altamente mobilizado. Estou muito bem-disposto e determinado em ajudar [...] o país a sair desta crise" -- disse Seguro. "O líder do PS é o líder de todos os socialistas. Conto com todos. Estamos todos mobilizados", disse Seguro no encerramento do Congresso do PS açoriano. Seguro é um apparatchik do PS, à boa maneira do PCP: controla todas as federações locais. Fora dessa rede, Seguro pode estar certo que não conta. Eu nunca votarei Seguro, um aparatchik que omite o passado recente do PS. que mudou os símbolos do PS. E que usa gravata azul celeste -- a côr dos neoliberais. Com Seguro o futuro é incerto. O país vai queimar etapas, o eleitorado vai afastar-se, as oportunidades de mudança vão tardar, até o PS ter um líder capaz de dar esperança aos portugueses e de lhes mostrar o caminho para um futuro melhor.

Este sujeito sem alma nem fulgôr, prefere usar gravata azul celeste, só porque

José Sócrates usava gravata côr-de-rosa... Sofre de recalcamentos, coitado.



publicado por Evaristo Ferreira às 14:55 | link do post | comentar

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds