Quinta-feira, 24 de Janeiro de 2013

Animado pela euforia nos "mercados" da dívida pública, tambem eu fui hoje

tomar o pulso aos "mercados" que negoceiam nos derivativos da pesca e da agricultura. Para tanto, fiz-me acompanhar de meia dúzia de especialistas na matéria, que muita inveja fariam a Vitor Gaspar, e que constam desta lista: Fernando de Miami, Sanches da Orca, Armando da Pontinha, Fadigas de Alvalade, Genas do Pombalinho e o Heinrique Nabantino. Cada um deles é especialista em derivativos daquilo que mais se consome e menos se produz neste país, ou seja, peixe e produtos agrícolas. A praça escolhida não foi Wall Street, nem a City de Londres e muito menos o Euronext Lisbon. Fomos ao "Mercado das Picôas", ali junto ao antigo Liceu Camões, na Praça José Fontana. Foi no primeiro piso, onde funciona um excelente "mercado" de restauração. Os derivativos em negociação constavam de 1 cabeça de garoupa para três, cozida com grelos de nabiça, cenouras, batata e ovo de galinha pedrês. Os demais derivativos constavam de robalinho, cherne (não o de Bruxelas), douradinha e choquinhos sem tinta. Logo que foi iniciada a transação em mesa -- préviamente apalavrada com outros operadores para nada falhar -- fizemo-nos ao investimento, com alegria e confiança no bom resultado. Passada hora e meia ainda decorria a operação financeira, acompanhada de sobremesa, e dos respectivos cafés (cimbalinos ou bicas, para que todos entendam). Pouco depois foi encerrada a operação financeira, contando-se 5 garrafas vazias de branco "Santo Izidro", cultivado na zona de Pegões, e cuja marca homenageia o padroeiro da Agricultura, segundo consta do rótulo. Feitas as contas, foi a sessão encerrada pelas 15 horas, tendo este "regresso aos mercados" sido considerado um êxito total. Por fim, foi efectuado um brinde pela presença do Sanches da Orca, por este ter "regressado aos mercados", numa altura em que o Governo está a levar o país para um buraco. Mas esta, é outra história. Eu queria partilhar este "regresso aos mercados" com os meus leitores. Espero não desiludir ninguem. De resto, esta mais-valia, já não vai parar aos cofres do Gaspar.

Os "mercados" estão eufóricos. Em Taiwan, a Politron Technologies Inc. já apresentou o novo

modelo de telefone celular. É transparente, como se espera que sejam os negócios feitos através

deste gadget, e vai ser colocado nos "mercados" no final de 2013. O nosso Magalhães está fora

deste foguetório. Por cá, porque a empresa de Matosinhos está a exportá-lo para 67 países...

 



publicado por Evaristo Ferreira às 16:46 | link do post | comentar

1 comentário:
De Francisco Clamote a 24 de Janeiro de 2013 às 21:28
Não há dúvida pelo que li, que este "regresso aos mercados" foi um grande sucesso. Este sim, que não o outro.


Comentar post

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds