Sexta-feira, 16 de Novembro de 2012

O Governo aumentou as verbas para o orçamento do ministério da Administração

Interna (polícias) e do ministério da Defesa (militares) do próximo ano em 12,3%... Este Governo está com medo de que possam acontecer graves tumultos. Teme pela sua própria segurança e, para ter o apoio das polícias e dos militares, cedeu a estas duas corporações. Não só vão ter aumentos de ordenado, em tempo de austeridade, como vão gozar de algumas regalias, e serem dispensados de pagar transportes públicos. Esta "gente honrada" traiu-nos a todos. Candidataram-se com um Programa de Governo, mas rasgaram as promessas feitas e têm realizado o contrário de tudo o que prometeram. Para chegar ao "pote", esta gente mentiu de forma grosseira e sem nenhum rebuço. Arranjaram um palavreado esquisito, com o qual têm massacrado os portugueses. Acusaram os contribuintes de terem gasto mais do ganhavam -- um regabofe que tem de acabar, custe o que custar --dizem eles. Mentindo sempre e todos os dias, seguem caminho e estão a conduzir o país para a ruina. As "reformas estruturais" que apregoam não passa de poeira para lançar aos nossos olhos. O que esta gente quer é empobrecer brutalmente este país. Depois, logo se vê. Esta paranóia está em crescendo, e não há ninguem que ponha fim a este descalabro. Agora já vão dizendo que a crise vem de fora: "o problema é sobretudo a Espanha, que deixou de nos comprar"--  dizem eles. Alem disso, "a maior parte dos nossos parceiros, está em recessão ou para lá caminha". Como se vê, esta gente já está a levar nos dentes com a trapaça que inventaram para chegar ao "pote". "Não senhor, a crise que o país está a viver é por culpa do primeiro-ministro José Sócrates" -- diziam -- "é exclusivamente por culpa de Sócrates" -- rematavam eles. No entanto, em 10-12-2008, quando Passos Coelho ainda não pensava no "pote", fez esta declaração: "O Governo tem estado bem nas respostas que tem concretizado para vencer a crise financeira". (Esta gente é assim, como o camaleão, muda de côr a qualquer momento, mente como se fossem rubôs mecânicos).

Alguem veio lembrar que, durante a visita de Merkel a Lisboa, a Chanceler 

explicou que, "por causa da crise financeira desencadeada nos Estados Unidos (2007), e da sua propagação à Europa, os governos europeus desataram a apostar no investimento público (2009) para conter o descalabro das suas economias", mas que, pouco depois, "os investidores começaram a desconfiar de algumas economias (v.g. Grécia) e a duvidar da fiabilidade de alguns países poderem pagar as respectivas dívidas".  Esta é a verdade do "regabofe" que Passos Coelho nunca quiz admitir. Prefere o outro lado da discussão, ou seja, "vivemos acima das nossas possibilidades".  Passos Coelho, que é um neoliberal, tem uma ideia, um objectivo: acabar com o Estado Social, e tornar este país atractivo para os investidores, com baixos salários, sem regras contratuais, tal como se estivessemos no Bangladesh, na Indonésia ou em Marrocos. Esta gente tem uma agenda, e está a cumprir os seus objectivos. Agora, com a subida dos salários às forças policiais e aos militares, pensam que estão protegidos e podem fazer o que lhes der na gana. Enganam-se. Não se pode viver na mentira, eternamente. 

A guerra com Angola (por causa do jornalista Tonet) está a aumentar

de tom. Em Luanda os jornais lembram que em Portugal há famintos.

(Cartoon arrastado do Jornal de Angola).



publicado por Evaristo Ferreira às 14:46 | link do post | comentar

3 comentários:
De Francisco Clamote a 16 de Novembro de 2012 às 19:39
Também não tenho dúvidas de que o aumento das verbas para as forças de segurança só teve uma finalidade: "comprar" de protecção, porque eles estão como medo do povo, ou, como dizem na minha terra: estão cá com uma "cagufa"!
P.S. Meu caro, um alerta que não sei se será de alguma utilidade. Com frequência, não consigo publicar o comentário que pretendia fazer porque no rectângulo aqui em baixo não aparecem os caracteres. Às vezes, com a insistência, consigo, mas já me aconteceu ter-me esforçado em vão. Abraço.


De Evaristo Ferreira a 19 de Novembro de 2012 às 18:32
Caro Francisco,
No que respeita aos comentários, o problema é do servidor, ou seja, do Sapo. Já em tempos reclamei, por escrito, mas nem me responderam. O sistema tornou-se mais ágil, mas de vez em quando trava, a fundo. É desesperante.
Um abraço.


De Santos Costa a 17 de Novembro de 2012 às 15:50
Lá dizia o Mao Tse Tung - "o poder nasce no cano das espinbgardas". Ao fim e ao cabo, todos ficamos a saber que o "slogan" do PREC tem de ser dito ao contrário, perante os factos : "o Povo é quem menos ordena".
Abraço


Comentar post

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds