Segunda-feira, 8 de Outubro de 2012

A crise está aí, há mais de um ano, mas alguns portugueses só agora

começam a sentir as suas consequências. Contudo, essas consequências só poderão ser avaliadas em toda a sua extensão, após a aprovação do OE para 2013. Mas os queixumes já se fazem ouvir. Até agora, estavam calados, porque o Governo apenas tinha "roubado" os subsídios de Férias e de Natal aos funcionários públicos e aos reformados do sector estatal e privado. Eles achavam bem, apoiavam o Governo por "cortar na despesa do Estado", como se a reforma de um trabalhador, pudesse ser considerada como "gordura do Estado". Agora, com "o enorme aumento de impostos", anunciado por Vitor Gaspar, a "classe média alta" vai pagar o "regabofe" por igual, ou seja, vão pagar "o assalto á mão armada" perpetrado por este Governo, como disse Marques Mendes, videirnho desta "gente honrada", até há bem poucos dias... Quer dizer, até agora, tudo ia bem com as medidas tomadas por este Governo. Os comentadores/palradores das tevês, rádios e dos jornais, defendiam o "roubo" do 13/14º mês aos reformados e aos trabalhadores da função pública, pois "o Estado tinha o dever de cortar na despesa" -- diziam os papagaios palradores. Agora, nestes dias de Outono, e quando falta pouco para acertar o OE-2013, eis que a pardalada (do laranjal e não só), vem barafustar contra o "aumento brutal dos impostos" que vai atingir o sector privado, a função pública e os reformados... E quem são eles, os que mais barafustam? É, naturalmente, a gente do PC, ou seja, do Partido do Contribuinte; são os barões e os gestores do PSD; são os jornalistas, advogados e gestores do laranjal. O Catroga, está em palpos de aranha; o professor Marcelo, disse que vai descontar 64%; o Medina Carreira, está a virar o bico ao prego com esta gente; o gestor da CGD, Nogueira Leite, que foi obrigado a renunciar a 24 cargos em outras tantas empresas para poder chegar ao "pote", vê agora o salário cortado em 70%, e já ameaçou que "qualquer dia pira-se daqui"; os jornalistas do laranjal, que até agora estavam alegres, começam a vituperar contra "este governo de neoliberais incompetentes"... Como diria um roqueiro luso: deixa-me rir!

Sempre que há "assaltos à mão armada", lembro-me logo dos Irmãos Metralha.

Nada têm a ver com o Governo, pois eles nunca acertavam no esquema do assalto.



publicado por Evaristo Ferreira às 14:51 | link do post | comentar

2 comentários:
De Francisco Clamote a 8 de Outubro de 2012 às 18:30
Não diria melhor. Eu também me farto de rir com tal cambada. Abraço.


De Santos Costa a 9 de Outubro de 2012 às 11:39
Pelo contrário, a mim apetece-me chorar pelo futuro perdido.


Comentar post

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds