Sexta-feira, 17 de Agosto de 2012

Desde que Passos Coelho chegou ao poder, poucas ou nenhumas vezes tem

falado da Europa, do projecto europeu, do futuro da UE (em qque Portugal está inserido), do futuro Governo Económico Comum e das novas regras que daqui advirão. Passos Coelho e os seus ministros parecem viver isolados da União Europeia, da qual dependerá o nosso futuro. Este autismo tem origem no ódio que esta gente tem contra o anterior governo, liderado por José Sócrates. Para chegarem ao "pote" precisavam de um alibi, e esse alibi era Sócrates. Se o país estava em crise, isso devia-se a Sócrates; se a economia caminhava para a recessão, isso era devido à acção de Sócrates; se a receita diminuia e o défice aumentava, isso era por culpa das políticas de Sócrates. Existe mesmo um "separador" num canal por cabo, o E(conómico)tv, onde o flatulente Nogueira Leite prega assim: "os outros fizeram o trabalho de casa, e nós fizemos obras". Para esta "gente honrada", a crise que assola as economias europeias, tinha origem no Sócrates. "Eles fizeram o trabalho de casa" -- diz o flatulente, mas agora estão pior do que nós. Refiro-me, em particular, a Espanha, Itália, Bélgica e Grécia. Esta "gente honrada" escondeu a crise internacional, afirmando que o culpado da crise portuguesa era apenas o Sócrates. Não admira pois que continuem a martelar no Sócrates, e se esqueçam de que o país faz parte da União Europeia, onde Portugal tem deveres, mas tambem tem direitos; onde Portugal deve participar com o seu voto e com as suas ideias. Mas este Governo, até agora, não fez nada a favor da União. Este Governo não tem uma ideia para a Europa. Não participa, não discute, não apresenta sugestões. Apenas segue os recados da chanceler Angela Merkel. E, no entanto, a salvação de Portugal pode estar para breve, graças ao Banco Central Europeu, dirigido por Mário Draghi, que, a pouco e pouco, vai convencendo Merkel de que a crise do euro só poderá ser resolvida, com a intervenção do banco emissor do euro. O BCE está disponível para comprar dívida de Espanha e de Itália. Este facto, a acontecer em breve, vai beneficiar Portugal, desde que Passos Coelho peça para ter o mesmo tratamento. Irá Passos Coelho agir, sem consultar Angela Merkel? Estamos cá para ver.

O BCE disse estar disponível para comprar títulos das dívidas de Espanha e Itália. Sendo

assim, Portugal pode reclamar por idêntico tratamento, pois a reciprocidade é um direito.



publicado por Evaristo Ferreira às 14:40 | link do post | comentar

1 comentário:
De Francisco Clamote a 17 de Agosto de 2012 às 19:38
Meu caro Evaristo Ferreira, já tinha dado conta do seu regresso às lides e felicito-o por esse facto. Compartilho, no entanto, do sentimento de desalento por si manifestado há tempos, pois também me sinto como um pregador no deserto quando vejo que a direita da "gente honrada" continua a merecer os favores do "público". Daí que a minha escrita também tenha vindo a conhecer algumas intermitências.
Oxalá o seu regresso possa servir-me de estímulo para continuar. Um grande abraço.


Comentar post

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

FIM DE CICLO...

A ENTREVISTA DE SÓCRATES

SÓCRATES NA RTP

PASSOS DE JOELHOS

DESCRÉDITO TOTAL

COM PAPAS E BOLOS...

É A ECONOMIA, ESTÚPIDO!

OS PROFETAS DOS "MERCADOS...

QUE SE LIXE O "PÚBLICO"

OS PAPAGAIOS DO COSTUME

arquivos

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

links
blogs SAPO
subscrever feeds